sábado, 9 de fevereiro de 2013

Dilma e Lula, a guerra está declarada




Images (45)
Eu acho que Lula estava sendo honesto quando dizia que iria ser Palestrante dali para frente, e que assistiria a Copa do Mundo como espectador e não como Presidente no Terceiro Mandato. 
Infelizmente, duas coisas aconteceram.
Não se entusiasmou com a profissão de Palestrante. Compreensível. E sente-se muito jovem para ficar escrevendo livros de memórias. 
Segundo, o seu câncer lhe trouxe a visão de finitude e a necessidade de que falta agora tempo para fazer tudo o que queria, neste caso para o Brasil.
Foi o mesmo câncer que fez Jobs lançar tudo o que sonhava e fez a Apple dar o salto quântico que deu.
Lula talvez agora pense no terceiro mandato, e por isto mexe os pauzinhos do governo Dilma.
Só que Dilma também tinha um sonho, que não era o bem do Brasil, como todos imaginam.

A agenda dela é a inserção da Mulher, e ela está percebendo que seu governo não está indo bem em termos de Economia, e se continuar assim teme que nenhuma mulher será eleita novamente.
Uma das razões deste fracasso é o Lula, a outra é o José Dirceu.
Nenhum empresário acerta algo com a Dilma, sem conversar antes com o Lula e o José Dirceu, separadamente.
Sabem que sem a benção dos dois o projeto não andará, mesmo sendo aprovado pela Dilma. O Brasil tem 200 órgão aprovadores, reguladores e fiscalizadores, com centenas de indicados pelos dois. A benção dos três, mais governador e prefeito é essencial para qualquer projeto novo no Brasil.
Por isto, este país está totalmente parado em termos de investimentos, apesar do custo de capital baixo, conseguido a duras penas pela Dilma.
São poucos os projetos que agradam Lula, Dirceu, Governador e Prefeito e a Dilma ao mesmo tempo. Aliás, as chances são zero.
Recentemente ela fez um pronunciamento contra o Terceiro Mandato de Lula, que ninguém até agora percebeu.
Ela disse que está procurando Ministros nesta sua próxima reforma Ministerial que estejam dispostos a ficar seis anos. (E não dois.)
Com esta Lula não esperava. A guerra está declarada. A agenda Mulher da Dilma vem primeiro. 
Mas nenhum país cresce se todos precisam conversar com três manda chuvas antes de aprovar um projeto.
E os manda chuvas estão agora brigando entre si.
Dilma daqui nove meses, estará em FIM DE MANDATO, e aí ninguém irá obedecê-la de vez, a não ser que fique claro que ela irá se reeleger, e não o Lula.
O nosso PIB está pífio não por razões de Economia, mas por questões Administrativas.
Os poucos administradores de esquerda, que o PT possui, precisam dizer ao Dirceu e ao Lula que eles estão atrapalhando a causa Socialista. Eles tiveram a chance deles, agora é a vez da Mulher. Muito mais importante.
Talvez assim eles ouçam.
Stephen Kanitz

Nenhum comentário:

Postar um comentário