sexta-feira, 30 de maio de 2014

Brasil sem o seu território, e 190 milhões de brasileiros poderão ser despejado perdendo suas nacionalidades

Assinem e repassem o manifesto, o Brasil agradece.
----------------------------------------------.
Minha manifestação é de salientar que Nossa Constituição de 1988 Reza, Confirma, de Forma Clara e Rica em Detalhes sobre os Direitos dos Povos Indígenas Brasileiros especificando  de forma incontestável, que as Áreas de Reservas Indígenas SÃO DA UNIÃO, e de Usufruto pelas Comunidades Indígenas sob Tutela da União através da FUNAI,  assegurando aos povos indígenas o respeito à sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições. Reconhece que os povos indígenas foram os primeiros senhores de fato e de direito desta terra chamada Brasil, incorporando a seus ideais de justiça a idéia do "indigenato".
A posição do Brasil na ONU aprovando  sem ressalvas o acordo internacional OIT Convenção n⁰ 169, contraria a posição soberana do Brasil. O Trabalho que é formada por 185 países-membros na hora de decisão, apenas 17 nações aprovaram a Convenção n⁰ 169 entre elas o Brasil, enquanto 168 países se negaram a assinar como  Estados Unidos, Nova Zelândia, Austrália, Rússia e Argentina, se recusaram a aprovar essas resoluções, sob a argumentação que violavam a legislação interna de seus países. No Brasil, com textos que criam condições objetivas para a subtração de territórios atualmente brasileiros, foram atos de traição.
ATENÇÃO! pretendem a balcanização do Brasil, nos mesmos moldes em que a oligarquia anglo-americana para adentrar além mares e transportar seus produtos, deixaram Hong Kong miserável, viciada no ópio, e submissa por 99 anos. Existe a guerra comercial, SIM, são os olhos de cobiça nas terras brasileiras com solo rico e fértil nos minérios estratégicos como Urânio e Nióbio.
Se a Presidente Dilma Rousseff, não DENUNCIAR, RETIFICAR, dizer NÃO, a Convenção OIT n⁰ 169 junto a ONU até o dia 24 de julho de 2014, será o maior crime já visto na história do Brasil. Decretado pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso, Aprovado pelo Congresso Nacional, e Promulgado pelo Presidente Lula da Silva. A Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) A Presidente Dilma tem que retificar, Corrigir o ERRO dos Representantes Brasileiros que inadvertidamente, por um lapso ou por ignorância -  nas melhores das hipóteses – concordou em  assinar convenção prejudicial aos interesses do Brasil. Na ocasião, o Ministro Amorim, do MRE – Ministério de Relações Exteriores do Brasil, minimizou a importância da assinatura EXPLICANDO QUE SOMENTE APÓS A ratificação é que a Convenção teria validade etc....
Pois bem: ESTÁ NA HORA DE NÃO ratificar! 
ESTÁ NA HORA DE RETIFICAR - CORRIGIR O ERRO - E DIZER EXPRESSAMENTE QUE NÃO ratifica, QUE NÃO APROVA E QUE NÃO CONCORDA COM OS TERMOS DA CONVENÇÃO. Do contrário, 190 milhões de brasileiros poderão ser despejados do Brasil, perderem suas nacionalidades,  e o mapa do Brasil mudará sua visualização:

Pelo que vemos no mapa, e pensar, que foram os Índios Guarani junto com os Bandeirantes homens principalmente paulistas, que em 1494 desbravaram o interior do Brasil nas terras longe da costa criando as primeiras hospedarias, abrindo para seus cavalos as primeiras estradas, e se instalando ao longo de todo o território nacional cumprindo o Tratado de Tordesilhas que deu origem ao formato do nosso país, é muito triste para o  cidadão brasileiro que lutou pelo Brasil Unido.
O Brasil, como uma sociedade relativamente homogênea e coesa, será dividido, fragmentado e reduzido aos feudos de restritos grupos de interesse, os quais servirão para ascensão bem sucedida do poder da oligarquia anglo-americana no Brasil.
Quem vai prevalecer? a oligarquia anglo-americana através da sua frente de batalha, a  Fundação Ford? ou os brasileiros empenhados em salvaguardar a integridade de sua nação?  Só o tempo poderá dizer…

Mas tal é a velocidade com que os esforços divisivos da Fundação estão a dar frutos que um parlamentar brasileiro já propôs a criação de territórios “brancos” territórios étnicos, evidentemente emulados nos territórios “indígenas” ou “negros” que já estão sendo agitados vigorosamente para, o fim de “preservar os direitos culturais, o exercício de práticas comunitárias, a memória, cultura e a identidade racial da etnia branca”.  Isso no Brasil, talvez o mais multirracial pais do mundo, lembrando-me o documento de tradução juramentada  Diretrizes N.4 - do Conselho Mundial de Igrejas Cristãs para a Amazônia Brasileira no seu item c: "É preciso infiltrar missionários e contratados, inclusive não religiosos, em todas as nações indígenas, para aplicar o Plano Base destas  Diretrizes,  infiltrando-os também em todos os setores da atividade pública, a fim de viabilizarem a boa execução desse plano". Mudança e Divergência: Diretrizes No 4 - ANO "0" do Conselho Mundial de Igrejas Cristãs para a Amazônia Brasileira

PEÇO A TODOS QUE LEIAM COM ATENÇÃO NO LINK ABAIXO, SOBRE A IMPORTÂNCIA DE DENUNCIAR, RETIFICAR  ATÉ 24/07/2014 A OIT N⁰ 169:

Marilda Oliveira cidadã brasileira,
oliveira.marilda@terra.com.br
São Paulo -  Ipiranga - SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário